Notícias - Evangelho - 02/11/2019 07:50

3 Qualidades essenciais do bom pregador

A melhor carta de recomendação de um ministro da Palavra.

Bíblia. (Photo by Aaron Burden on Unsplash)

Algumas igrejas têm o bom hábito de pedir cartas de recomendação aos pregadores, assinada e carimbada por seus pastores. Alguns julgam isso desnecessário, mas eu acho adequado e bíblico!

Desde os tempos do Novo Testamento era comum as igrejas darem cartas aos seus ministros, quando estes se deslocavam para outras regiões, a fim de certificar à igreja hospedeira que aquele visitante estava devidamente autorizado para o serviço cristão (conf. 1Co 16.3).

Alguns pregadores, no entanto, investem pesado em sua própria autorecomendação: cartões de visita, páginas bem elaboradas nas redes sociais, marketing profissional, e há até mesmo quem faça questão de postar “Agendas abertas”, como que dizendo: “me convidem para pregar em suas igrejas”.

Na verdade, alguns não demonstram qualquer timidez em pedir a amigos pregadores ou pastores para serem recomendados para esta e aquela igreja, para este e aquele evento. Inadequado e antiético esta mendicância de alguns pregadores!

Ao pregador verdadeiramente vocacionado para o ministério da Palavra, essas apelações não se fazem necessárias, pois, sendo fiel e cooperando com sua igreja local sob a supervisão de seu pastor, o bom pregador sempre estará atarefado, e Deus mesmo se encarregará de “fazer a sua agenda”, visando não a promoção pessoal, mas a glória de Deus, a edificação da igreja e a salvação das almas.

Sem menosprezar a necessidade de cartas de recomendação, o que já disse ser adequado e bíblico, e sem condenar a divulgação de um ministério, pois não vejo problema na divulgação de agendas, pregações, aulas, etc. (desde que sem excentricidades e apelações fajutas!), pondero que nas palavras do apóstolo Paulo é que eu encontro a melhor forma de um pregador fazer-se recomendável.

Leiamos atentamente o que o apóstolo diz em 2 Coríntios 4.2:

“Antes, rejeitamos as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com astúcia nem falsificando a palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade”

Vamos colocar em tópicos as qualificações de um bom ministro da Palavra, baseando-nos neste texto paulino:

Rejeitar o que é vergonhoso

Isso fala de coisas imorais e ilícitas, que ofendem a santidade de Deus, maculam o caráter e a reputação do pregador, escandalizam a igreja e jogam a Palavra de Deus ao descrédito. O pregador deve apresentar-se a Deus aprovado e não ter em seu caráter nada que possa lhe causar vergonha (2Tm 2.15). Muito mais do que eloquente e inteligente, o pregador deve ser santo!

Não usar de astúcia na pregação, isto é, de deliberado engano para falsificar a Palavra

O pregador deve fugir da tentação de dar interpretações individualistas à Bíblia sagrada, contrariando o ensino tradicional das doutrinas bíblicas, especialmente para pousar com ares de “pregador profundo”.

Quem quer ser profundo demais, sem conhecer e dominar as ferramentas da exegese e hermenêutica, pode acabar no fundo do poço, no escuro e na lama! E é condenável torcer deliberadamente as Escrituras para faturar em cima dela.

Pregadores ambiciosos por fama e dinheiro não têm qualquer respeito pela sã doutrina nem pela saudável interpretação das Escrituras, pois o interesse deles é apenas fazer carreira e riquezas, mesmo que fazendo sangrar o texto bíblico.

Manifestar, isto é, expor a verdade

O bom pregador deve estar comprometido até o pescoço, ou melhor, até o mais alto fio de cabelo da cabeça (!) com a fiel exposição das sagradas Escrituras, ainda que isso custe menos convites, menos ofertas, e menos popularidade. A Palavra de Deus é a verdade (Jo 17.17), e os que a manejam devem proclamá-la com verdade. Façamos das palavras de Jesus o nosso lema: “em verdade, em verdade vos digo…” (Jo 3.11; 6.47; 8.51; 10.7…).

O pregador que cumprir esses requisitos estará bem qualificado para o ministério e bem recomendado por Deus, através de seus pastores e de sua igreja. Qualquer igreja e púlpito que recebe-lo terá a confiança de estar ouvindo um fiel ministro de Cristo, legítimo embaixador de Deus!

Como disse Paulo, “assim nos recomendamos à consciência de todo o homem”.

Casado, bacharel em teologia (Livre), evangelista da igreja Assembleia de Deus em Campina Grande-PB, administrador da página EBD Inteligente no Facebook e autor de dois livros: A Mensagem da cruz: o amor que nos redimiu da ira (2016) e Biblifique-se: formando uma geração da Palavra (2018).

Fonte: gospelprime


Deixe seu comentário:

VEJA TAMBÉM:


PUBLICIDADE

Anuncie Aqui veja gospel

PUBLICIDADE

Bíblia Online
wise artesanato
Doações
Mural de Recados

EVENTOS

  •  1º   Aviva Jovem AD Marizopolis
  • Grace Band lança novo álbum “O vem das cinco canções”
  • Denyse Bittencourt lança “Um minuto mais” seu mais novo CD
  • AD Marizopolis realizará grande cruzada dia 14 de Novembro 2015
  • 6º festival de premios Natal abençoado em Pataxó Rn.
  • AD em Mossoró realizará 13ª Conferencia Missionária
  • Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Venha- Ver estará realizando 4ª congresso de Senhoras
  • Definido o local do Show de Marcos Antonio em Areia Branca
  • Diego Rafael irá pregar 26 Janeiro  no Culto de Restituição na AD Assu  (Templo Sede)
  • Congresso de Mocidade da AD Joca Claudino Pb.
  • Aniversario de Matheus filho do diacono francisco Medeiros
  • Consciência Cristã se consolida na agenda evangélica brasileira
  • Cerimonia de casamento da filha do pastor Isaac Frabricio da AD Marizopolis-Pb.
  • Relacionamento descomplicado à luz da Palavra
  • 09 de Agosto Adora Goias no Goiania  Arena